Sacola de Compras

* Calcule seu frete na página de finalização.

* Insira seu cupom de desconto na página de finalização.

31/05/2021

IT´S ON! - MARGARET RIVER

15% OFF EM TODO SITE!

 

 

 

 

It's On - Margaret River

 

 

Com mais de 75 picos de surfe em uma faixa pequena de litoral, aterrizamos hoje nas escadas históricas de Margaret River. O It's On está na área, go!

 

 

 

Foto Canva Pro

 

 

 

Pode-se dizer que conhecer as raízes de Margaret River é algo duplamente bom, sabe por quê? A história de ocupação de Margs, como é chamada carinhosamente pelos locais, se deu pelo surfe e pelos renomados vinhos produzidos na região. Combinação essa que não poderíamos esperar...

 

O surfe está presente em Margs desde a década de 1950, quando os surfistas de Perth viram nessa região agrícola o potencial das ondulações que chegavam na costa, comparadas até com famosos picos havaianos. Mas foi só a partir de 1970 que a cultura surfe tomou conta da cidade, após vários títulos australianos.

 

Celebrando mais de três décadas de história, o Boost Mobile Margaret River Pro tem seu lugar na história do Dream Tour não só pela qualidade das ondas, mas por consagrar surfistas como Tom Carroll, Mark Occhilupo, Luke Egan, Wendy Bootha, John John Florence e Courtney Conlogue, conhecidos como alguns dos melhores surfistas das suas respectivas gerações.

 

 

 

Foto WSL/Matt Dunbar

 

 

 

Localização e clima

 

 

Margaret River é o verdadeiro paraíso localizado no sul de Western Austrália e com dois oceanos se encontrando na ponta sul. Com clima ameno do Mediterrâneo, as estações do ano por lá são muito bem definidas:

 

  • verão é seco e com temperatura máxima por volta de 30°C. O calor aliado aos fortes ventos são responsáveis por agravar os incêndios florestais registrados nessa época;

 

  • O outono reserva os melhores festivais de vinho e na primavera as típicas flores silvestres desabrocham ao longo do litoral. Nessas duas estações os dias são bem ensolarados e quentes;

 

  • Já o inverno é chuvoso com temperaturas variando entre 16° a 18°C. Essa é a melhor época para se deslumbrar com o desfile das baleias e com as sagradas ondulações de inverno.

 

 

Melhores picos e condições

 

 

Como sempre trazemos na série "It's On", se o lugar em questão for considerado uma reserva de surfe é porque nele existem as melhores ondas do planeta. Pois bem, nesse hall da fama Margaret não ficou de fora, já que foi eleita em 2010 a primeira Reserva Nacional de Surf da Austrália Ocidental. Aqui se encontram:

 

  • Main Break: esse é o pico principal que recebe ondulações de 2 a 15 pés. As esquerdas são mais constantes, com tubos pesados a depender das condições. A mágica acontece com swell de sudoeste e acima de 6 pés;

 

  • The Box: adicionada no tour em 2014 é um dos picos alternativos e o mais querido da etapa. Localizado a 500 metros do canal principal, esse pico reserva direitas tubulares e muito rápidas, já que quebram em cima de uma infame laje de pedras. A melhor condição para The Box é swell de sudoeste entre 5 a 10 pés, lembrando que não funciona bem na maré seca;

 

 

Foto WSL/Kelly Cestari

 

 

 

  • North Point: essa é a famosa e impecável direita que proporciona tubos largos, longos e muito pesados. Swell de sudoeste/oeste entre 6 a 12 pés e com vento terral de leste é considerado uma das melhores condições para North Point.

 

 

Biodiversidade e as baleias-jubarte

 

 

Margaret reserva mais surpresas também. A região abriga um dos 10 principais hotspots de biodiversidade do planeta e o único da Austrália. São mais de 7.500 espécies de plantas, o que inclui 2.500 espécies de flores silvestres que dão cor e perfume ao litoral, entre os meses de agosto a novembro.

 

Lá também é passagem para cerca de 35.000 baleias que migram, todos os anos, da Antártida para as águas australianas. Dentre várias espécies, a escolhida por vocês para falarmos hoje foi a baleia-jubarte (Megaptera novaeangliae).

 

Esses incríveis animais são mamíferos que evolutivamente perderam os pelos e desenvolveram nadadeiras. Possuem uma camada grossa de gordura que permite manter sua temperatura corporal e são conhecidas por saltarem e mostrarem suas grandes nadadeiras, que podem chegar a medir um terço do seu comprimento total. As jubartes são uma espécie cosmopolita que podem pesar de 35 a 40 toneladas, medir mais de 16 metros de comprimento e ainda podem viver mais de 50 anos.

 

O que explica o aparecimento delas em Margaret River e aqui no Brasil é o fato delas realizarem uma migração anual. Durante o verão elas buscam águas polares para se alimentarem (pequenos crustáceos conhecidos como krill) e durante o inverno migram para águas tropicais e subtropicais para acasalar e dar à luz. Por serem animais que possuem uma área de vida muito grande, elas englobam a proteção de todas as outras espécies. Ou seja, proteger as baleias, principalmente da pesca ilegal, é sim proteger a biodiversidade marinha.

 

 

 

 

Foto Canva Pro

 

 

 

Curiosidades

 

 

  • Formadas a mais de um milhão de anos, ao longo da região de Margaret, existem mais de 100 cavernas de formação calcária. Elas estão presentes no Leewin Naturaliste National Park;

 

 

Foto Canva Pro

 

 

 

  • O material terrestre mais antigo do mundo foi encontrado em Margs. Os pequenos cristais de Zircon descobertos em Shark Bay foram datados de 4,4 bilhões de anos, isso representa 98% do tempo de existência do planeta Terra;

 

  • Essa região também é conhecida pro produzir 20% de todo vinho premium da Austrália e por abrigar a única floresta de Tuart do planeta, uma árvore do gênero Eucalyptus.

 

Foto Canva Pro

 

 

 

A etapa de Margaret River já promete ser uma das melhores do circuito 2021 da WSL. Dessa vez com gostinho ainda mais especial, uma vez que esse é o último ano do Mineirinho e pra quem não sabe, ele foi o único brasileiro a vencer por lá. Teremos mais uma vitória brasileira? Mais uma vitória épica de Adriano de Souza? Até a próxima etapa!

 

 

Aloha!

15% OFF EM TODO SITE!

 

 

Referências

https://www.lordsea.com/dh/North Narrabeen Surf – NRS National Surfing Reserves

What It Takes To Win At Margaret River - World Surf League

Home - Your Margaret River Region

Projeto Baleia Jubarte

https://veja.abril.com.br/blog/na-onda-do-surfe/margaret-river-tudo-sobre-a-ultima-parada-da-perna-australiana/

https://pranchanova.com/conteudo/margaret-river/